05 jan

Sucessos e Insucessos de 2018

Talita Lombardi Influu

Como todo ano, estou aqui para abrir meu coração para você e contar de forma objetiva tudo que deu certo e tudo que deu errado no ano “Sucessos e Insucessos de 2018” . Esse ano, vai ter que entrar um pouco de vida pessoal, mas é só para não parecer que tudo só dá certo… tem coisas que não temos o controle.

influu

A primeira parte precisava ser a influu, empresa que eu janeiro me tornei sócia… antes eu já fazia parte do quadro, mas quando as coisas estavam indo para um caminho oposto ao que eu queria, cheguei para meu atual sócio e pedi para comprar minha parte e ter liberdade de liderar a empresa.

Acredito que nesses 2 anos que existimos, agora finalmente, temos uma luz no final do túnel com uma peça que faltava para termos a empresa dos sonhos. Meu amigo Angel Júnior, de Goiânia, veio para liderar a parte tech da empresa e com isso, poderemos ganhar o mundo no próximo ano.

Olhando como um todo, tivemos um crescimento grande principalmente de nome (fizemos mais de 15 eventos só em 2018), porém ainda não foi exponencial, mas estamos em um ritmo interessante, diversificamos clientes, faturamos mais que ano passado, juntamos dinheiro e não tivemos grana externa para nada: foi tudo na base do bootstrap.

O lado mais sofrido, para mim, e que me desgastou completamente foi a parte do time. Sem ele não podemos crescer eu paramos para ficar secando gelo e como isso foi doloroso. Me sinto “culpada” por não ter conseguido ensinar mais, ter mais paciência de ouvir e de ser uma melhor líder.

Não é drama nem nada, é a real: tem uma hora que você vai precisar ter um time alinhado com o propósito da empresa… e isso vai fazer com que pessoas que você goste, saiam, ou o negócio poderá ser prejudicado.

Eu realmente sofri muito pessoalmente a cada decisão tomada com relação à demissão, mas ao mesmo tempo eu sofri ainda mais quando eu precisava chamar a atenção de coisas que eram óbvias.

PS: Escrevendo esse texto, ainda estamos fechando contratações para um 2019 com mais independência do time com relação a mim, para que eu possa focar na parte mais estratégica possível da empresa.

Menina Executiva

Bom, no lado do ME, não tivemos um crescimento tão grande quanto a influu. Consegui sim gerar vídeos, fazer campanhas, a mais legal foi ter sido a primeira blogueira contratada pelo Itaú de forma direta (sem agência), para um produto que eles estavam lançando em parceria com a eduK.

Voltei com o Menina Executiva Show e consegui trazer apenas convidados com startups validadas e faturamento muito.

O lado ruim e que me cobro muito é o crescimento ser lento e eu não ter feito muita coisa para dar uma guinada nisso. Nesse final de ano, parece que acordei de um sonho e entendi que preciso ter estratégia aqui também, pois assim como a influu, é preciso muita mão na massa e time para crescer um canal.

O ano de 2019 será aquele que vou investir pesado nisso e espero chegar no final do ano contando essa estratégia para vocês.

Startups Stars

O blog lá está bem parado 🙁

Acredito que foi o negócio que eu menos foquei, mas que faturou até mais que o Menina Executiva. Foram muitos publiposts, eventos que entramos como imprensa mas que mesmo assim, não consegui dar o foco que o blog merecia.

Isso aconteceu pela queda de acesso depois que mudei o templeate, isso dá uma desanimada boa, porém temos a colunista Thais Dias, que continua fazendo os posts e mantendo o SS vivo. Para 2019 algumas metas, mas nada muito grande, só quero mantê-lo e continuar ajudando pessoas com nosso conteúdo.

Livros

Bom, nada de Jessica Rainbow II, entendi que preciso deixar passar toda essa fase que estou vivendo como empreendedora para depois me jogar no mundo como escritora. É uma grande tristeza abrir mão de um projeto pelo outro, mas quando eles são de mundo muito diferentes, seria um esforço dobrado e quero ainda ter mais vida pessoal.

O lado bom que foi fui co-autora do livro “Mulheres que tem o poder de inspirar outras mulheres” lançado em julho e comecei a escrever um livro de negócios onde o objetivo é ajudar todo mundo que quiser trabalhar de verdade.

Não é auto-ajuda, não é um guia prático: é simplesmente como eu consegui chegar onde estou mesmo com poucos recursos.

Palestras e Eventos

Tive um marco importante esse ano: após 6 anos como blogueira fui convidada, pelo primeira vez, pelo organização da Campus Party para palestrar por lá (em São Paulo, tinha ido à Salvador no ano passado). Fiquei muito emocionada, pois nem a galera das startups que estão lá todos os anos, teve a “bondade” de me convidar.

Mas isso acontece em todos os eventos de startup até hoje aqui no Brasil, já tô acostumada e continuo zero contente de eles me vêem só como uma blogueira, as pessoas não enxergam o quanto eu cresci e que tenho uma startup hoje… de todas as pessoas que vejo nos palcos, a minha empresa já é maior que a de muitos… Mas enfim, mais um ano que o CASEnem aí para mim, assim como outros.

Não se preocupem, o SEBRAE também não me chama para nada rs, é algo na raiz dos tomadores de decisão.

Vida Pessoal

Bom, aqui eu tive muitas, mas muitas perdas! A maior do ano foi o falecimento da minha avó Teresinha Lombardi, musa inspiradora da minha vida empreendedora. Depois que isso aconteceu (foi em maio +ou-), não tive coragem de pisar em João Pessoa, mas vou ter que encarar isso em breve.

Um momento difícil também que aconteceu foi na parte da saúde (como sempre né?), fiz uma cirurgia que até hoje estou me recuperando, quase um ano depois. Nesse meio tempo, o namoro que vivi no ano de 2017 também foi para o brejo junto com a família dele, que era basicamente a minha de São Paulo.

Mas calma, somos amigos e acredito que nessa vida tudo acontece de acordo com as energias, o mundo, o momento… não que esteja tudo escrito, mas tudo vai de acordo com o que temos que aprender – e tenho aprendido muito.

Esses foram os três acontecimentos que mais me magoaram (além de umas desilusões logo depois), sou do tipo boba que vai se apaixonando.

O lado maravilhoso é que eu virei sócia da influu (como comentei lá em cima) e comecei a juntar uma grana legal, coisa que eu não fazia tinha um tempo. Fiz novos amigos, abriram um bar na frente da minha casa (como pode né?) e com isso, gargalhei mais, trabalhei um pouco menos, viajei e estou mais segura de ser paulista manô.

Ah, ia esquecendo, fiz minha festa de 35 anos a fantasia, era um sonho de muitos anos. 🙂

Seguidores

Bom, aqui é o um mix de pessoal e profissional. De forma geral tivemos um crescimento sim e as pessoas que me seguem a mais tempo são as mais entusiastas desse ano que está chegando.

Todos devem ter percebido que eu de repente comecei a agilizar o processo de tudo e que agora é a hora de alavancar minha vida nas redes sociais, partindo do princípio minha vida de negócios.

Isso aconteceu por uma inspiração, mas não vou entrar nesse detalhe ainda, mas encontre quem te inspira e pensa assim “quero inspirar essa pessoa também”, depois disso, é só seguir a estratégia que você escrever.

Obrigada a todos e todas por todo carinho, toda mensagem, todo like, todo feedback… cada um que me ajuda não tem a noção de como eu sou grata!

Que esse 2019 seja esse ano todo que estamos programando!

Mulheres e Investimentos

Beijocas

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blog de IntraEmpreendedorismo

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *