12 ago

As melhoras cidades do mundo para mulheres empreendedoras

O estudo

100 mulheres empreendedoras do mundo inteiro estão reunidas em Toronto (Canadá) para a nona edição do DWEN (Dell Women’s Entrepreneurs Network). Durante o evento, a Dell apresentou um estudo com as melhores cidades do mundo para mulheres empreendedoras.

O intuito do Dell Women’s Entrepreneurs é debater a situação da mulher no mercado de trabalho. Um dos pontos mais discutidos é a educação na era digital, pois estudos apontam que as mulheres serão as mais afetadas pela utilização de máquinas. De acordo com o Fórum Econômico Mundial, os homens não perderão tantos empregos para a tecnologia.

Por isso, é necessário qualificar as meninas para os trabalhos tecnológicos. Elas também precisam estar preparadas para um mercado que não emprega apenas seres humanos.

O índice das melhores cidades do mundo para empreendedoras – WE Cities – foi composto por 50 cidades e cinco fatores principais foram essenciais para a seleção:

  • talento;
  • mercado;
  • capital;
  • cultura;
  • tecnologia.

Além disso, 72 indicadores foram levados em consideração para avaliar o potencial de inovação e os estímulos à diversidade. 45 desses indicadores tinham um componente baseado na questão de gênero.

A cidade que mais se destacou foi Nova York, nos Estados Unidos, que ficou em primeiro lugar. Aliás, o destaque foi das cidades americanas que, no top 10, ocupam seis posições.

A única cidade brasileira na lista foi São Paulo, que ocupou a 42ª posição.

São Paulo

Apesar de não ter ficado em uma posição muito boa, São Paulo tem o mérito de ter entrado para a lista. O que ajudou a cidade a melhorar sua colocação foi o fato de que existem muitas organizações que lutam pela igualdade de gêneros. Além disso, também foram ressaltadas as políticas e as discussões à respeito das licenças maternidade e paternidade.

A cidade também tem sido destaque na organização de eventos voltados para mulheres empreendedoras.

Porém, mesmo com esses incentivos, a capital paulista não está apresentando grandes evoluções. Isso se dá pelo fato de que São Paulo não conseguiu pontuar nos quesitos de liderança feminina. O estudo apontou que os altos cargos femininos se dão, majoritariamente, no departamento jurídico e no RH.

Ademais, foi citado o fato de que não existem políticas públicas que busquem acabar com a questão da desigualdade salarial baseada no gênero dos funcionários. Os homens ganham, em média, 25% a mais do que as mulheres, exercendo a mesma função.

O estudo mostrou também que a situação econômica do Brasil atrapalhou a pontuação da cidade.

Como formas de desenvolvimento, a recomendação foi de que sejam feitos incentivos ao desenvolvimento da carreira feminina, permitindo que elas atinjam cargos mais elevados nas empresas. Outra ponto necessário é melhorar a informação e o estímulo para que as mães voltem ao mercado depois da licença maternidade.

As 50 melhores cidades para empreendedoras

  1. Nova York (EUA)
  2. São Franscisco (EUA)
  3. Londres (Inglaterra)
  4. Boston (EUA)
  5. Estocolmo (Suécia)
  6. Los Angeles (EUA)
  7. Washington (EUA)
  8. Singapura (Singapura)
  9. Toronto (Canadá)
  10. Seattle (EUA)
  11. Sydney (Austrália)
  12. Paris (França)
  13. Chicago (EUA)
  14. Minneapolis (EUA)
  15. Austin (EUA)
  16. Hong Kong (China)
  17. Melbourne (Austrália)
  18. Atlanta (EUA)
  19. Amsterdã (Holanda)
  20. Portland (EUA)
  21. Berlim (Alemanha)
  22. Taipé (Taiwan)
  23. Pittsburgh (EUA)
  24. Tel Aviv (Israel)
  25. Copenhague (Dinamarca)
  26. Vancouver (Canadá)
  27. Houston (EUA)
  28. Joanesburgo (África do Sul)
  29. Barcelona (Espanha)
  30. Seul (Coréia do Sul)
  31. Munique (Alemanha)
  32. Miami/Fort Lauderdale (EUA)
  33. Nairóbi (Quênia)
  34. Dublin (Irlanda)
  35. Varsóvia (Polônia)
  36. Belfast (Irlanda do Norte)
  37. Milão (Itália)
  38. Pequim (China)
  39. Tóquio (Japão)
  40. Bangalore (Índia)
  41. Kuala Lumpur (Malásia)
  42. São Paulo (Brasil)
  43. Dubai (Emirados Árabes Unidos)
  44. Xangai (China)
  45. Cidade do México (México)
  46. Lima (Peru)
  47. Guadalajara (México)
  48. Istambul (Turquia)
  49. Deli (Índia)
  50. Jacarta (Indonésia)

Fontes 1 e 2

 

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *