21 jun

Mulher começa com 500 dólares e se torna bilionária

Começando com uma boa ideia

A gestação é um momento de mudança e muitas mulheres aproveitam para encontrar novos rumos para a vida: algumas se tornam empreendedoras, algumas viram blogueiras, outras fazem vídeos engraçados para o Youtube, enfim, as possibilidades são infinitas.

A americana Kendra Scott e seu marido estavam passando por uma situação difícil quando ela ficou grávida, em 2002. Ele estava desempregado e o casal só tinha 500 dólares para investir no novo negócio.

No quarto de hóspedes da sua casa, Kendra começou a desenhar jóias que, segundo ela, preenchiam uma lacuna no mercado, já que eram feitas com pedras preciosas de qualidade, mas por um preço muito mais acessível do que o normal.

A venda dos produtos começou assim que o bebê nasceu. Ela colocava o menino no carrinho e batia de porta em porta. No primeiro dia, ela conseguiu vender todas as joias.

Depois ela começou a vender os produtos por atacado, para outras lojas, e, lentamente, os negócios foram se desenvolvendo, até que ela se tornasse uma das mulheres mais ricas do mundo.

A empresa é avaliada em US$ 1 bilhão (R$ 3,7 bilhões) e a empresária tem fortuna estimada em US$ 500 milhões (R$ 1,8 bilhão).

O sucesso da empresa

O ano de mudança para a empresa foi 2010, quando a primeira filial das lojas Kendra Scott foi inaugurada em Austin, no Texas.

Hoje, são 80 lojas de varejo espalhadas pelos Estados Unidos, além de ser possível fazer compras pela internet no mundo inteiro. Vendas para o exterior também são feitas através da loja inglesa, Selfridges.

O negócio já conta com 2000 funcionários, sendo que as sete primeiras colaboradoras continuam trabalhando na empresa – 96% dos contratados são mulheres.

De acordo com a própria Kendra, o diferencial da loja – além dos preços – é o fato de que as pessoas são bem recebidas e se sentem à vontade para tocar nos produtos, experimentar e montar suas próprias combinações.

Além disso, as lojas e os funcionários estão sempre envolvidos em ações de caridades e isso, segundo a presidente do Conselho de Acessórios, Karen Giberson, chama muito a atenção dos consumidores.

Só no ano passado a empresa doou 5 milhões de dólares em dinheiro e muitas peças de jóias.

Fonte

 

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *