Coco Chanel – moda e empreendedorismo

Origens

Gabrielle Bonheur Chanel, nascida em 19 de agosto de 1883, na França, foi um dos principais nomes do empreendedorismo e do design de moda mundial.

Assim como tantas outras mulheres de negócios, Chanel foi considerada à frente de seu tempo e inovou muito em suas criações.

Gabrielle nasceu em uma família pobre e tinha quatro irmãos – dois meninos e duas meninas. Depois que a mãe morreu, quando ela tinha 12 anos, seu pai – que era caixeiro viajante – abandonou os filhos, colocando-os em orfanatos.

As meninas foram enviadas para um orfanato comandado por freiras da Ordem do Sagrado Coração de Jesus, às quais elas chamavam de tias e Coco descreveu a vida inteira como “detestáveis” – apesar de nunca ter usado a palavra “orfanato” e ter defendido que o estilo de educação rigoroso gera “crianças revoltadas” que se tornam pessoas mais fortes.

Não foi apenas a vida no orfanato que Coco nunca admitiu. Ela costumava dizer que era filha de pais ricos, mentia sobre o local do seu nascimento e existem boatos de que ela pagava para que seus irmãos não aparecessem publicamente e nunca revelassem ser irmãos dela.

Carreira

Aos 20 anos, Gabrielle tentou ganhar a vida como cantora e atriz. Trabalhando em bordéis, ela cantava muito uma música chamada Coco e foi assim que seu nome se tornou Coco Chanel.

Foi no cabaré que ela conheceu um jovem militar – a quem ela dividiu com  Emilienne d’Alençon, amante oficial do rapaz. Eles moraram juntos e, durante esse tempo, ela começou a fazer chapéus e a adaptar roupas masculinas para o uso feminino.

chanel

Diferente da maioria das mulheres, que só trabalhavam por necessidade, Coco decidiu ir atrás de sua independência financeira, tendo defendido diversas vezes que moda não é uma arte, mas sim, um negócio.

Ela se apaixonou por outro rapaz, Balsan – conhecido como Boy – e, por um período, manteve dois namorados. Com a ajuda dos dois ela conseguiu abrir suas lojas e conquistar muitos clientes.

Em 1921, depois de dez anos influenciando a moda parisiense, ela lançou a seu primeiro perfume, o Chanel No 5.

Coco conseguiu prosperar até o final Segunda Guerra Mundial. Depois que a Alemanha invadiu a França, ela se alistou no partido Nazista e se envolveu com um oficial alemão. Tendo sempre sido antissemita, o lucro de suas lojas aumentou muito durante esse período.

No pós-guerra, ela foi exilada, só podendo voltar a Paris em 1949.  Sua volta ao mundo da moda, entretanto, demorou um pouco mais para acontecer e o nome de Coco só surgiu novamente em 1954, quando ela anunciou suas novas criações – colares de pérola, cardigans, bolsas e vestidos preto.

Coco Chanel trabalhou até o dia da sua morte, em 1971, quando ela tinha 87 anos.

Fontes: https://super.abril.com.br/historia/coco-chanel-a-revolucionaria-da-moda/

https://www.britannica.com/biography/Coco-Chanel

https://educacao.uol.com.br/biografias/coco-chanel.htm

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s