Mulheres do Rio de Janeiro e de São Paulo são as que mais querem empreender

O jovem brasileiro é empreendedor

De acordo com a pesquisa “Jovens Empresários Empreendedores”, realizada pela Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), dois em cada três brasileiros com idade entre 25 e 35 anos desejam ser empreendedores.

A pesquisa foi feita com 5.681 homens e mulheres, membros das classes A, B e C, que tinham o ensino superior completo ou em andamento.

Dentre os motivos que levam esses jovens a empreender, os principais foram:

  • 76,4% afirmaram que empreender é a realização de um sonho;
  • 75,6% desejam melhorar a qualidade de vida;
  • 70% visam aumento do poder econômico;
  • 66,1% acreditam que o empreendedorismo é sinônimo de uma carreira promissora;
  • 64,5% não desejam ter chefes;
  • 63,3% desejam mais reconhecimento profissional;
  • 60,7% buscam horários flexíveis;
  • 58,4% desejam usar o trabalho para impactar a sociedade de forma positiva.

Jovens que já empreendem também foram entrevistados e 68,3% deles são ligados às causas éticas e socioambientais. 46,1 % afirmam que estão satisfeitos e felizes com o seu trabalho.

Dos jovens que não empreendem, apenas 25,6% afirmaram que estão satisfeitos e felizes profissionalmente.

A pesquisa também foi realizada nos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Espanha, China, Índia e Rússia.

As mulheres brasileiras são as que mais querem empreender

Analisando apenas as jovens mulheres brasileiras que desejam empreender – mais precisamente as que vivem no Rio de Janeiro e em São Paulo – a Firjam revelou que, em comparação com outras cidades do mundo, é no Brasil que se encontram as que mais têm o desejo de seguir uma vida no empreendedorismo.

A pesquisa revelou que a porcentagem de jovens que sonham em ser empreendedoras é:

  • Rio de Janeiro e São Paulo – 62,6%
  • Moscou – 60,9%
  • Bombai – 58,4%
  • Xangai – 52%
  • Londres – 44%
  • Nova York – 33,8%
  • Berlim – 31,5%
  • Madri – 24,2%

Para a maioria das mulheres (66,2%) a flexibilidade de horário é um dos principais motivos para empreender (apenas  54,7% dos homens apontaram a flexibilidade como um determinante).

Enquanto os homens preferem ter um sócio com quem começar o negócio, 55,2% das mulheres afirmaram que preferem ser a única dona do negócio.

Entretanto, isso não significa que elas não tenham uma parceiros de trabalho. Entre as mulheres que já são donas da própria empresa, 90% procura manter uma rede de contatos profissionais – essa estimativa é de 92% para homens.

Outra característica observada nas mulheres foi a de que 69,7% das empreendedoras procura aprender sobre todos os assuntos de sua empresa. Elas desejam saber sobre tudo o que é feito para, assim, conseguir comandar melhor. Os homens que fazem isso são apenas 54,3%.

Fontes: https://g1.globo.com/economia/pme/noticia/proporcao-de-mulheres-que-querem-empreender-no-rio-e-em-sp-e-a-maior-entre-8-paises.ghtml

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/trabalho/noticias/?p=250514

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s