Na ciência, o Brasil é líder da igualdade de gênero

Brasil surpreende

A pesquisa “Gender in the Global Research Landscape” (Gênero no panorama global da pesquisa, em tradução livre) é um estudo publicado pela Elsevier que tem por objetivo analisar o desenvolvimento da igualdade de gênero nos ramos da ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

De acordo com o estudo, entre os anos de 1996 a 2000, o Brasil era um país onde apenas 38% dos artigos científicos acadêmicos eram publicados por mulheres.

Surpreendentemente, os números subiram 11% em 20 anos e, atualmente, as cientistas brasileiras publicam metade dos artigos acadêmicos e científicos do país, tendo portanto, atingido a igualdade de gênero nesse setor que, um dia, foi muito masculino.

As pesquisadoras brasileiras estão divididas em diversas áreas, mas as que mais concentram a presença feminina são: medicina, agricultura, biologia, biologia molecular, bioquímica e genética.

A partir dos seus novos números, o Brasil se tornou o líder mundial de igualdade de gênero na área da ciência.

Como estão os outros países?

Foram analisados 11 países. O ranking das publicações e a percentagem de publicações femininas ficaram divididos da seguinte forma:

1º Brasil/ Portugal – 49%

2º Austrália – 44%

3º Canadá – 42%

4º Dinamarca – 41%

5º Estados Unidos/ Reino Unido/ França – 40%

6º – México/ Chile – 38%

7º – Japão – 20%

A União Europeia também foi analisada e as mulheres foram responsáveis por 41% das publicações.

Os dados foram colhidos entre os anos de 2011 e 2015.

A metodologia

Para a pesquisa foram considerados a quantidade de publicações do país que, posteriormente, foram divididas entre as femininas e as masculinas, gerando as percentagens.

Outra coisa que foi levada em conta foi a quantidade de vezes que um artigo é citado em uma pesquisa ou em uma revista científica e, nesse ponto, infelizmente, o Brasil (assim como outros países) ainda apresenta uma grande diferença entre os textos feitos por homens e por mulheres.

Os artigos femininos ainda são muito menos citados.

Esse estudo nos mostra que, sim, ainda há muito o que mudar na questão da igualdade de gênero, porém, felizmente, nós já podemos observar que muito está sendo feito e que a ciência está caminhando para atingir a igualdade entre os sexos.

Fonte: https://epocanegocios.globo.com/Carreira/noticia/2018/03/brasil-e-lider-global-em-igualdade-de-genero-na-ciencia.html

https://www.elsevier.com/__data/assets/pdf_file/0008/265661/ElsevierGenderReport_final_for-web.pdf

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s