15 mar

A realidade feminina no mercado empreendedor brasileiro

Dados do Serasa

De acordo com uma pesquisa do Serasa Experian, divulgada no Dia Internacional da Mulher (08/03), um terço das empresas brasileiras têm mulheres como sócias majoritárias, ou seja, cerca de 33,4% das empresas – mais de 7 milhões – tem sócias mulheres.

Com relação às mulheres que são sócias, mas não são majoritárias, o percentual sobe para 42%.

Das empresas que têm mulheres na posição de sócias, 37% são empresas com menos de cinco anos – a maioria têm apenas dois anos de idade – e são microempresas (pequenas e médias) e MEIs (microempreendedores individuais).

A maioria das sócias dessas empresas são jovens adultas e sua faixa etária vai de 26 a 45 anos e pertencem às classes C e D.

A estimativa do Serasa é de que, nos últimos três anos, mais de 1 milhão de mulheres se tornaram empreendedoras.

O que leva uma mulher a empreender?

De acordo com a Produtora executiva e apresentadora do programa Women Entrepreneurs, Krizia, a maioria das mulheres começam a empreender por um motivo diferente dos homens. Ela afirma que, em seu trabalho, ela teve a oportunidade de entrevistar diversas empreendedoras e, a partir disso, pode chegar a uma conclusão a respeito dos motivos que levam as mulheres a optar por se tornar uma empreendedora.

1 – Tempo com a família

Muitas mulheres não querem mais ter que decidir entre passar tempo com a família ou trabalhar fora. Elas estão, cada vez mais, procurando formas de integrar o tempo com os seus filhos e o seu horário de trabalho e, para isso, é preciso ter flexibilidade de horários e isso o empreendedorismo oferece.

2 – Independência Financeira

A maioria das mulheres do século XXI não tem mais o sonho que ficar em casa com os filhos, enquanto o marido trabalha e leva o dinheiro para casa. As mulheres desejam ter o próprio dinheiro e o empreendedorismo é uma forma de garantir o seu controle financeiro.

3 – Controle sobre a sua carreira

Infelizmente, muitas mulheres já tiveram dificuldade de crescer em uma empresa pelo fato de que elas são mulheres. Pensando nisso, diversas trabalhadoras decidiram não mais lutar dentro de empresas, mas sim, construir a própria empresa, podendo trabalhar com todo o potencial que elas sabem que têm.

4 – A possibilidade de dar um propósito para o seu trabalho

Quando decidem a sua carreira, algumas mulheres, sonham em trabalhar com alguma coisa que possa ter um significado maior, que possa ajudar a sociedade de uma forma geral. Quando nós entramos no mercado de trabalho, nem sempre é fácil encontrar um emprego que ofereça esse tipo oportunidade. Mas, quando você cria a sua própria empresa, é possível encontrar uma forma de unir a sua paixão e o bem da sua comunidade.

5 – Criatividade

É muito ruim quando você tem muitas ideias para o seu trabalho, porém a empresa onde você trabalha não está interessada em aproveitar tudo o que a sua criatividade tem a oferecer. Começando a sua própria empresa você pode mudar essa regra e dar asas à sua imaginação.

Fontes: https://www.mulheresempreendedoras.net.br/motivos-que-levam-as-mulheres-a-empreenderem/
https://g1.globo.com/economia/noticia/um-terco-das-empresas-brasileiras-tem-mulheres-como-socias-majoritarias.ghtml

Beijos

Thaís Dias

Fan Page do Menina Executiva

Instagram do Menina Executiva

Blog de Empreendedorismo

    Comments

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *