07 mar

Você é uma empreendedora, mas ainda é uma só | Dicas para melhorar seu dia a dia!

Estresse

A sobrecarga

Não é fácil ser mulher, empreendedora, esposa, dona de casa, amiga, modelo e mãe. Cada dia mais, nossa sociedade clama que as mulheres sejam uma coisa que nenhum ser humano jamais poderá ser: perfeita.

Uma pesquisa do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido afirma que as mulheres têm uma tendência à infelicidade muito maior do que os homens. Uma das justificativas para essa situação é justamente o fato de que a cobrança e a busca pelo perfeccionismo são muito presentes na vida das pessoas do sexo feminino.

Boa parte das mulheres aceitam (ou pelo menos desejam) assumir mais compromisso do que aquilo que o nosso corpo é capaz de suportar. A ideia de ter uma carreira de sucesso, uma família perfeita e tempo para si é muito sedutora, mas é preciso saber até onde você pode avançar.

É preciso saber qual é o momento de dizer “Chega” e essa única palavra precisa ser dita para você mesma, para o seu trabalho e também para a sua família.

Mesmo com os avanços profissionais e com o fato de que, hoje, a mulher divide (ou chefia) todas as responsabilidades financeiras da família, nós ainda somos as encarregadas dos trabalhos ditos “femininos”, ou seja, do cuidado com a casa e com os filhos.

Já foram apresentados diversos estudos que afirmam que a mulher é capaz de fazer várias atividades ao mesmo tempo e o homem não, entretanto, isso não significa que nós precisamos ou devemos nos encarregar que diversas obrigações ao mesmo tempo.

Quem nunca disse ou ouviu outra mulher dizer frases como: “Meu dia precisava ter mais de 24 horas”, “Meu dia nunca rende” ou “Eu não estou dando conta”?

A dupla jornada

O trabalho precisa estar em ordem, a casa precisa estar arrumada, o jantar tem que sair na hora certa, seu filho precisa ir para o curso, seu marido precisa de atenção, sua aparência precisa estar perfeita e o funcionamento do seu lar não pode ser atrapalhado. E a mulher, muitas vezes, se esquece que é um ser humano e que, como qualquer pessoa, tem diversas limitações.

O IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) lançou, em 2017, os resultados do seu estudo Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça – que teve como base a Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio de 1995 a 2015 – e mostrou que as mulheres, graças à jornada dupla, trabalham, por  semana, 7,5 horas a mais do que os homens.

Essa sobrecarga pode afetar o desempenho das tarefas que você se esforça tanto para cumprir, a sua saúde (física e mental) e ainda impedir que você seja capaz de curtir tudo aquilo que você se esforçou para conquistar, por isso, é muito importante fugir da sua sobrecarga diária.

O que fazer para mudar?

É muito claro o fato de que a rotina de cada um precisa ser definida de acordo com as suas possibilidades, entretanto, nós podemos elencar algumas dicas gerais que podem tornar a rotina um fardo menos pesado.

1 – Não se cobre tanto

É muito importante conseguir cumprir todas as suas atividades, da melhor maneira possível, mas isso não quer dizer com perfeição. Eu sei que não é bom acreditar que o seu melhor não foi TÃO bom assim, mas o seu melhor não é um estado fixo. Por exemplo, se você está muito cansada e o material do seu filho não foi bem encapado, isso não quer dizer que você é péssima, mas sim, que você fez o melhor que poderia naquele momento de cansaço, e tudo bem.

2 – Não assuma mais responsabilidades do que é possível

O seu dia não vai aumentar e aí sim você fará coisas pela metade sem dar o seu melhor. Manter mais responsabilidades do que você é capaz de dar contar pode te tornar negligente. Veja o que realmente precisa de você, faça uma lista e só se preocupe com essas atividades.

3 – Aprenda a delegar

Isso é muito difícil, pois, para isso, é preciso aprender a confiar pessoas com quem você convive e aceitar o fato de que você não é imprescindível a todo momento. Nesse ponto eu não estou falando apenas do seu trabalho. Da mesma forma como você precisa dividir suas atividades com seus colegas, você precisa dividir com a sua família. A pessoa com quem você mora é tão responsável pelo bom funcionamento do lar quanto você.

4 – Use a tecnologia

Deixe tudo o que você precisa à sua disposição, onde você estiver. Tenha em mãos documentos que precisam ser lidos, sua agenda e os números telefônicos mais necessários.

5 – Aceite ajuda

Aceitar que as pessoas te ajudem não te torna menos capaz, pelo contrário, isso apenas reforça o seu relacionamento com as pessoas que te cercam. Todo mundo precisa de ajuda, é por isso que nós necessitamos de contato com outros seres humanos, para conversar e dividir nossas alegrias, conquistas, tristezas e dificuldades.

6 – Cuide da sua saúde

Não adianta tentar fazer mil coisas se você não estiver bem. Nós temos o costume de postergar os cuidados com a nossa saúde, entretanto, isso pode te levar a um caminho sem muitas opções. Se você não estiver bem, vá a um médico.

Não se esqueça de que a prevenção também é importante. Faça seus exames periodicamente, faça atividades físicas e se alimente bem.

7 – Reserve um tempo só para você

Deixe um tempinho reservado para o seu descanso, para fazer coisas que te deixem feliz e não te estressem. Não abra mão do seu momento.

Fontes: https://claudia.abril.com.br/blog/ana-fontes/voce-nao-precisa-ser-a-mulher-maravilha/
http://bolsablindada.com.br/estou-sobrecarregada/
http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-03/mulheres-trabalham-75-horas-mais-que-homens-devido-dupla-jornada

Beijos

Thaís Dias

Fan Page do Menina Executiva

Instagram do Menina Executiva

Blog de Empreendedorismo

 

 

 

 

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *