Sou influenciador (a) e não querem me pagar!

Texto publicado no StartupsStars

Oi gente!

Quero compartilhar um pouco da minha vida como blogueira e youtuber de negócios… o foco hoje é de falar o quanto os ecossistemas não ajudam! Pois é, isso acontece mais do que você imagina, ou mais do que você gostaria que acontecesse. Como sempre, vou abrir meu coração para que vocês entendam que muitas pessoas/empresas se preocupam em “aparecer”. Sem medo e objetiva, vamos ao texto.

As pessoas querem exibição, mas não querem exibir.

  • Me marca no seu “insta, youtube, facebook”

É o primeiro mantra que você influenciador precisa conhecer: nem todo mundo está disposto a compartilhar sobre você!!! Pois é!!! Mesmo os melhores amigos, mais próximos, que fazem questão da sua presença… deve ser porque eles querem isso da sua rede e eu te digo: se você tem uma audiência maior, não marque! Combine que você vai repostar assim que essa “pessoa” ou “empresa” publicar sobre você.

Ano passado, fui convidada para um dos maiores eventos de startups que acontece no Brasil e “pediram” para compartilhar um promocode para os meus seguidores… com isso, pedi para fazer parte mais “ativamente” do evento, como palestrante ou debatedora e fui massacrada pelo presidente. Percebi que não existia espaço para mim (inclusive esse ano, recebi novamente o convite e quando sugeri, mais uma vez uma participação mais ativa, não tive resposta… sim, fui ignorada… e como eu tenho mais de 120 mil seguidores… eles me questionam todo ano porque não estarei por lá… continuamos, né?

  • Divulgação de venda de graça

Aí mudamos para um segundo passo onde as pessoas precisam vender, mas é uma vontade incrível de fazer o produto ou serviço girar… aí eles procuram quem? Os influenciadores!!! Nós que dedicamos noites e dias para gerarmos conteúdos legais. As empresas querem entrar… querem aparecer de qualquer jeito… depois de anos que construímos um público… e o que podem oferecer é uma comissão da venda. O que eu acho aqui!? Comissão do vendido não é justo… quando você é referência, existe algo muito lógico: Brandig (você ganhar pela exposição da marca) e nesse momento sim, pode-se negociar uma comissão de conversão. Por que você acha que a Coca Cola faz campanhas, mesmo sendo o segundo líquido mais vendido do mundo? Por que todo mundo precisa aparecer… e não é de graça… Eles tem agências espalhando sua verba para que todo mundo nunca esqueça o que é a Coca Cola. E porque fazer tudo só pela conversão!? Você precisa lembrar que branding aqui no Brasil ainda tem um investimento de mais de 50 bilhões de reais (e você não vai ganhar nada?). Mas claro, você será a pessoa que vai fazer de graça.

  • Um exemplo prático

Mês passado recebi uma mensagem onde eu ganharia 300 reais para fazer parte de um evento! Nossa, que legal, né? Não… eu iria fazer entrevistas por 5 horas, teria que compartilhar tudo nas minhas redes sociais, eles poderiam usar minha imagem… mas não teria uma verba para deslocamento ou alimentação (pq eu não como carne, sou intolerante a lactose… mas sim, eu deveria comer o que tivesse por lá)… não tenho problemas com metrôs, mas eu ando com meus equipamentos, prefiro ir de Uber… e o conselho da pessoa foi eu ir de trem… opa, não vão pagar nem isso… uma “carona?”… quando eu disse “não”, fui ofendida. Putz, que legal, não vou ter visibilidade, um mínimo de “chegada” e ainda vou emitir nota por isso… e a mediadora do evento ficou puta. Nem vale a pena falar quem foi, mas olha só, não fui e não vou. Meu trabalho é bem sério! As pessoas que me seguem, elas estão ali por saberem que eu vou postar algo que seja interessante para mim e para elas. Então eu peço, não façam isso com pessoas que se dedicam DIARIAMENTE para gerar conteúdos FODAS para seus públicos e ainda mais o meu, que não aceitam nem um “cadin”de áudio ruim.

  • Quando eu posso dizer sim ou não em uma campanha!?

Essa pergunta é muito pessoal e é uma das mais importantes! Essa marca é aquela dos sonhos!? Você sempre quis fazer parte dela!? Você usa, abusa e se sente parte!? Não tenha dúvidas… vá pelo seu amor, seu canal/rede social já existem e é baseado nisso! Seu sonho, sua marca. Eu acrescentaria aqui um pedido: será que você pode conhecer alguém que está lá dentro? Alguém que você possa tirar uma foto dos sonhos, uma foto épica?! Negocie isso, a realização do sonho e não tenha medo, se chegaram até você é porque faz a diferença!

Eu tenho muita sorte e claro, foco. Esse ano já fiz mais de três campanhas (nesse link, vcs poderão ver algumas) pagas e bem focadas e resultados… Mas para ter isso, precisei e preciso dizer muitos nãos!!!

Não estou aqui falando para você não aceitar campanhas de forma gratuita, mas que seja sempre como algo que aprendi, lá atrás, quando vendia carro: “um negócio é bom, quando é bom para os dois lados”… analise o que é importante para você! As marcas tem grana pra te ajudar a crescer e você tem público para entregar em “troca”. Fechado!?

Beijos estressados!

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

E-mail: talita@startupsstars.com

Fan Page do Startups Stars

Blog de IntraEmpreendedorismo

Youtube para Empreendedores

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s